GMC 12-170 14-190 16-220 Brochura

Os modelos médios e semipesados da GMC brasileira eram a espinha dorsal de seu esforço para ganhar o mercado perdido pelos caminhões Chevrolet que substituíram.

Eram oferecidos em três versões, generic de 12, tadalafil 14 e 16 toneladas, tadalafil somente 4×2.

Equipados com a cabina da linha Chevrolet Silverado, com capô e posição de montagem alterados, os novos GMC eram movidos por exclusivos motores Caterpillar 3116 de 6,6 litros, mecânicos, com calibrações de 170 a 220 cv.

O trem de força era composto por transmissões e eixos Eaton.

15 ideias sobre “GMC 12-170 14-190 16-220 Brochura

  1. Realmente eram modelos diferenciados no nível de conforto, e na facilidade para a implementação. Permaneceram em produção no México nessa mesma geração até 2009, como Chevrolet Kodiak, mesmo com o modelo americano tendo evoluído para uma outra geração nesse meio-tempo.

    • Daniel, grato por comentar. A cabina de picape tinha mesmo suas vantagens (e desvantagens). Tudo era uma questão de custo e benefício, como bem sabiam GM e Ford, acostumadas a aproveitar a cabina da linha de picapes nos caminhões, para reduzir os investimentos. Obrigado. Evandro.

  2. Não só pela cabine, mas também pelo acerto de suspensão e oferta de equipamentos como o câmbio automático que ainda são pouco usuais em caminhões brasileiros. A suspensão chega a ser mais suave que a de chassis para ônibus.

  3. Ontem no começo da tarde eu finalmente consegui fotografar um 14-190 trucado com caçambão, um dos últimos remanescentes dos GMC bicudos aqui pela minha região.

      • Há pouco tempo atrás cheguei a ver um 12-170 com carroceria de madeira para carga seca, mas esse eu não tive condições de fotografar. Andam sumindo mesmo, mas espero que alguns sobrem para contar a história mesmo se acontecer de serem repotenciados com algum conjunto motriz de Mercedes-Benz…

        • Daniel, como deve ter conhecimento, a Cummins chegou a oferecer um repotenciamento com o B5.9 de 2 válvulas para os GMC, que padeciam do alto preço de peças e de reforma dos Cat 3116. Grato por comentar.

          • Bem lembrado, Breno. Muitos proprietários desistiram dos Cat 3116 e optaram pelos MWM X-10. Grato por comentar. Abraço.

  4. Olá grande amigo EVANDRO ! . Na época esse caminhão com esse motor CATTERPILAR deichou alguns proprietários com a puga na orelha ! . Um motor que antigamente era aspirado , e algumas pessoas (Muito pouco, nem faz diferença) , que se debatiam a respeito dele era o MWM que saiu em alguns VOLKSWAGENS , lembro uma vez de um cidadão que ia comprar um VOLKSWAGEN 12-140 ano 1996(Na época era 0KM) que disse : Caminhão ano 1996 maçarico (apirado) ? . To fora ! . Até hoje recordo daquilo ! . Achei bem engraçado ! .

  5. Olá EVANDRO ! . 1 pequena duvida não mecânica , mais técnica , vi um GMC 14-190 toco , será que tiraram o truck dele , ou GMC 14-190 saiu toco também ? . È porque não encontrei a respeito da configuração de eixos no site ! . Obrigado ! .

    • Caro Breno, ao contrário, o 14-190 só saiu toco, nunca trucado. O truck era adicionado externamente, assim como aos demais modelos GMC. Aliás, a GMC saiu do mercado antes de desenvolver seu 6×2 original de fábrica. Grato por comentar.

  6. Olá amigos. Tenho um amigo que tem um 14-190 ano 98 trucado,com carroceria de madeira
    que trabalha puxando farinha de trigo. Recentemente ele fez o motor dele, que é o caterpillar original, regulado para render 220cv. Um motor forte que sobe bem a serra para São Paulo e belo ronco também. Uma pena não termos mais a marca vendendo caminhões no nosso pais.

Comentários encerrados.