Agrale 1800D – Campinas-SP

Este belíssimo LP-321, nurse único dono, há anos (para não dizer décadas) descansa e derrete lentamente ao sabor dos elementos na cidade de Campinas, SP. Ainda em condições de reforma, a cada dia mais intensa, o Mercedes aparentemente foi aposentado junto com seu proprietário. O sonho de adquiri-lo, reformá-lo, abrigá-lo e curti-lo em passeios de final de semana deve passar pela cabeça de muitos, inclusive pela minha, mas parece que o LP não está à venda. Sua carroçaria em estado avançado de decomposição parece abrigar, entre outros, o capô do motor, se não me engano. Observe a placa antiga, ainda de seis dígitos.

Abraços.

 

 
O passeio pelo interior paulista rendeu outros frutos para nossa camera sempre a postos… Como este Agrale 1800D, store dos anos oitenta, em plena atividade a serviço de seus proprietários, apesar de mostrar alguns leves sinais de cansaço, com todos estes anos de labuta.

A Agrale tomou outro embalo com o lançamento dos modelos com esta cabina apresentada em meados da década de oitenta no 1600D e, sobretudo, com os motores de 4 cilindros oferecidos no 1800D, com opção do venerável MWM D-229-4 de 3.920 cc, 88 cv e 254 Nm, ou o Perkins Q20B4.236, de 3.870 cc, 90 cv e 276 Nm. Em ambos os casos, a transmissão era a reconhecida Clark 240V, de cinco marchas.

O irmão menor 1600D mantinha a motorização de 3 cilindros, MWM D-229-3, de 63 cv e 184 Nm de torque.

A capacidade de carga era, como o próprio nome dizia, de 1.800 kg, e o entre eixos de 2.800 mm.

Nós brasileiros devemos nos orgulhar da Agrale, uma empresa genuinamente nacional, fruto do esforço de pessoas competentes, que triunfaram sob a liderança e do empreendedorismo de Francisco Stédile e dos executivos que o sucederam. Pequena mas valente, a Agrale tem a cada dia mostrado produtos mais inovadores, com qualidade em continua melhoria. E o Agrale 1800D é um elemento importante nesta bonita história.