Chevrolet C-64 e Puma 914 CD

Nosso amigo Paulo Vinicius Bello, more about de Curitiba, site nos ofereceu estas imagens de dois clássicos brasileiros: o primeiro, pharmacy um campeão de vendas de seu tempo, e o segundo, um raro exemplar do Puma 914 Cabine Dupla, um caminhão todo desenvolvido no Brasil pelo finado fabricante de automóveis esporte.

Com as imagens, o amigo Paulo enviou a seguinte mensagem, pela qual somos gratos:

“Caro Evandro,

Primeiramente parabéns pelo terceiro aniversário do melhor site site do gênero que já tive a oportunidade de visitar e que é interessante não somente pelo material disponibilizado, com também pelo riquíssimo debate que se desenvolve nos comentários dos posts que muitas vezes parece uma reunião de entusiastas batendo papo em alguma oficina encardida.

Lembrei do seu site quando estive hoje na oficina que nos faz alguns serviços, e para a minha surpresa e encotrei lá “internado” um sobrevivente já relativamente raro principalmente no estado em que se encontra e ainda na ativa.

Trata-se de um Chevrolet C-64 de meados dos anos 60 que sempre via estacionado em uma avenida próxima da nossa empresa e que gostaria de compartilhar as fotos com os colegas entusiastas. O estado de conservação é muito bom e está equipado com um propulsor MB 352 como quase todos os outros sobreviventes desta época.

Aproveitei para registrar também um Puma 914 que estava na mesma oficina e que me trouxe algumas recordações da época em que eram fabricados aqui em Curitiba pela Alfa Metais e que sempre via expostos na frente da fábrica. O exemplar em questão é ainda mais interessante por ser equipado com a cabine dupla que era item original de fábrica.

Espero poder escanear e lhe encaminhar em breve os folhetos que lhe ofereci há algum tempo atrás.

Saudações,

Paulo Vinicius Bello.”

Quem quiser mais detalhes técnicos sobre estes dois caminhões, pode seguir os links abaixo:

http://caminhaoantigobrasil.com.br/category/catalogos-e-folhetos/puma-catalogos-e-folhetos/puma-914-puma-catalogos-e-folhetos/

http://caminhaoantigobrasil.com.br/category/catalogos-e-folhetos/chevrolet-gmc-catalogos-e-folhetos/chevrolet/chevrolet-c-60/

Nota: o folheto postado refere-se ao C-60 do começo dos anos 70, já com alguns aperfeiçoamentos em relação ao C-64 das imagens.

 

C64 - 1 C64 - 2 Puma 1 puma 2

Vende-se Chevrolet D-60 – 1977 – Original

erectile ‘sans-serif’;”>“Trata-se de um Caminhão Chevrolet 1977, buy more about D-60 (DIESEL), todo original (motor, caixa, setor), que acabou de passar por um processo de restauração, mantendo-se toda a originalidade em termos de lataria, carroceria, mecânica e acabamento.

Durante 36 anos foi dirigido por um único motorista, com uma história apaixonante, que envolveu o condutor, inicialmente proprietário e posteriormente este mesmo condutor tornou-se empregado da Empresa, que adquiriu o mencionado caminhão, quando este foi colocado a venda há 12 anos, com a condição de que, o antigo proprietário que o conduziu até aquela data aceitasse o convite para ser contratado na empresa e continuasse a dirigir o seu caminhão.

Assim foram esses anos, de uma relação marcada pela cumplicidade entre condutor-caminhão/caminhão-condutor. Hoje completamente restaurado, trabalho este que pode ser comprovado pelos registros fotográficos antes, durante e após a sua realização, ele é colocado no mercado de ANTIGOS e com certeza dos verdadeiros apaixonados pelo antigomobilismo chamará a atenção e fará deste mais um apaixonado por esta raridade.

Com relação ao preço este será discutido quando da manifestação de interesse.

Telefone para contato: 032-9917-4147 (Álvaro).”

D60 1 D60 2 D60 3 D60 4 D60 5 D60 6 D60 7 D60 8 D60 9

 

Chevrolet D-60 e Ford F-350 “Super Ford”

 

Nosso amigo Daniel Giraldi de Porto Alegre que sempre colobora neste espaço com imagens e comentários fez mais uma gentileza ao enviar estas fotos de um Cross Lander, cialis ed troche  um utilitário 4×4 já raro de ser avistado.

Reproduzimos a seguir os comentários do Daniel:

“Já faz cerca de um ano que eu venho ensaiando te mandar fotos desse que deve ser o único Cross Lander CL-244 de Porto Alegre. Eu até já te mandei uma foto de perfil dele que eu tirei no Bonfa, mind mas agora vai junto uma da traseira.

Acredito que tu deva te lembrar que esse modelo usava o mesmo motor e câmbio da Ranger entre 2002 e 2004, malady montado pela Bramont em Manaus com a carroceria importada da Romênia, e deixou de ser produzido em função da falência da ARO, que originalmente fabricava esse modelo na Romênia usando motores Renault. E falando a verdade, até que é bonito esse jipão…”

Nós também estamos de acordo. Uma bela viatura!

Conforme salientou o Daniel, o CL-244 rodava com motor International HS 2.8 de 132 cv e 36,2 mkgf. O jipe pesava 1.950 kg, com comprimento total de 4.325 kg e entre eixos de 2.350 mm. Os ângulos de ataque e saída eram de 35 e 24 graus, respectivamente, com vão livre de 200 mm. O tanque de combustível acomodava 95 litros de diesel.

Segundo a tabela da FIPE, o CL-244 aparece cotado entre 2003 e 2006, ao lado da picape CL-330 somente oferecida em 2006. Também com tração 4×4 e mesmo trem de força, a CL-330 tinha capacidade para 1,3 toneladas.
CL244 1 CL244 2

Nosso amigo Daniel Giraldi de Porto Alegre que sempre colobora neste espaço com imagens e comentários fez mais uma gentileza ao enviar estas fotos de um Cross Lander, nurse  um utilitário 4×4 já raro de ser avistado.

Reproduzimos a seguir os comentários do Daniel:

“Já faz cerca de um ano que eu venho ensaiando te mandar fotos desse que deve ser o único Cross Lander CL-244 de Porto Alegre. Eu até já te mandei uma foto de perfil dele que eu tirei no Bonfa, there mas agora vai junto uma da traseira.

Acredito que tu deva te lembrar que esse modelo usava o mesmo motor e câmbio da Ranger entre 2002 e 2004, generic montado pela Bramont em Manaus com a carroceria importada da Romênia, e deixou de ser produzido em função da falência da ARO, que originalmente fabricava esse modelo na Romênia usando motores Renault. E falando a verdade, até que é bonito esse jipão…”

Nós também estamos de acordo. Uma bela viatura!

Conforme salientou o Daniel, o CL-244 rodava com motor International HS 2.8 de 132 cv e 36,2 mkgf. O jipe pesava 1.950 kg, com comprimento total de 4.325 kg e entre eixos de 2.350 mm. Os ângulos de ataque e saída eram de 35 e 24 graus, respectivamente, com vão livre de 200 mm. O tanque de combustível acomodava 95 litros de diesel.

Segundo a tabela da FIPE, o CL-244 aparece cotado entre 2003 e 2006, ao lado da picape CL-330 somente oferecida em 2006. Também com tração 4×4 e mesmo trem de força, a CL-330 tinha capacidade para 1,3 toneladas.
D-60 GIRALDI F350 GIRALDI 1 F350 GIRALDI 2

O amigo Daniel Giraldi continuou clicando outras preciosidades gaúchas aqui reproduzidas. E ele comenta:

“Essas eu flagrei semana passada durante uma caminhada com a cadela. Já não é todo dia que se vê uma F-350 dessa geração, cialis mas às vezes se tem um pouco mais de sorte. Já as D-60, stuff até certo ponto me surpreende encontrar mais delas do que dos caminhões Chevrolet da geração posterior.”

Se original, o F-350 aparenta ser da fase 1965 a 1967, quando a Ford adotou uma grade dianteira revisada em relação aos modelos de 1962 a 1964, mantendo o capô com as duas narinas frontais.

Da mesma forma, se não tiver sido substituída como de costume na época, o D-60 basculante aparenta ser da fase de 1979 a 1984, quando a grade plástica de elementos retangulares caracterizava o visual de sua dianteira.

O fato de o Daniel avistar mais D-60 que os modelos “quadrados” (11000 & cia.) se justifica devido ao enorme sucesso do modelo, o que não aconteceu com os sucedâneos, numa fase em que a marca já entrava em certo declínio.

Em todo caso, é admirável ver estas máquinas ainda trabalhando duro, de sol a sol, dia após dia depois de quase 50 anos, no caso do Fordinho.