Chevrolet C-65P – 1974

A Série F “Super Ford” chegava ao seu fim em 1971, price para dar lugar a nova gama lançada em 1972, e conhecida internamente na Ford como ’72 Truck, com cabina inteiramente nova e, pela primeira vez, com temas distintos na dianteira do F-350 e do F-600, para acomodar eixo dianteiro com maior bitola neste último, além de outros compromissos do projeto. A nova família também marcava a expansão da família, com a chegada do F-750, para competir com o Chevrolet D-70 e o Mercedes L-1313.

Na ilustração, um F-600 dotado de terceiro eixo e caçamba basculante Trivellato, datado da época do lançamento, em 1972. Note a grade dianteira e seu entorno eram pintados em brancos neste começo da nova Série F, num esquema que seria mais tarde abandonado.

 

Um bonito (e empoeirado) Chevrolet C-65P de 1974 bastante original há 25 anos com o mesmo dono, sick fotografado no interior de São Paulo, em plena atividade. Seu motor original é o Chevrolet 261 de 4,28 litros, 151 cv brutos. A caixa era de 4 marchas, ou de 5 opcional, com eixo traseiro Timken. O PBT chegava a 10.700 kg. A GM chegou a comemorar a primeira posição de caminhão médio mais vendido com o C-65 na década de 60, e em 70 continuou forte, até perder embalo em prol das versões com motor diesel D-60 e seus concorrentes movidos pelo mesmo combustível.

11 ideias sobre “Chevrolet C-65P – 1974

  1. Legal mas afinal qual o significado da letra P, antes eu achava que no D60 P o P era de Perkins, mas agora vendo ele escrito junto com C65 motor a gasolina nao entendi mais nada.

    • Caro William, na verdade a letra “P” na nomenclatura dos caminhões Chevrolet C e D-60 dos anos 60 e 70 significava que o veículo vinha com um pacote de “upgrades” que elevava o seu PBT para 10.700 kg, contra 9.300 kg (ou 8.845 kg anteriormente) dos veículos sem a letra “P”. A lista de melhorias incluia pneus traseiros 9.00 x 20 com 12 lonas (em lugar de 10 lonas), suporte de molas, cubos e molas traseiras reforças. Estava disponível para o C-6403, C-6503, C-6803 (curto, médio e longo, respectivamente), com motor Chevrolet 261 a gasolina , e para o D-64, D-6503, D-6803 (curto, médio e longo), tanto com motor diesel Perkins 6.357, quanto para o Detroit 4-53N. Obrigado pela pergunta, cuja resposta será útil para os colegas. Um abraço. Evandro.

      • Uma pergunta, na minha escola tinha um onibus encarroçado num Chevrolet, e me lembro bem que o emblema lateral era P65, mas ele era a Gasolina, então deveria se C65. Quando ele vinha com esses upgrades então também havia essa mudança estética certo? porque com certeza não aparecia C65-P

        • Caro Pedro, infelizmente não sei responder sua interessante pergunta. Vamos torcer para algum doutor em Chevrolet nos ajudar? Um abraço.

  2. lembro deste famoso caminhão chevrolet que o vizinho comprou novo era o caminhão que muitos queriam ter muito bom.

    • Caro Argemiros, tem razão. O Chevrolet fez muito sucesso e muita gente queria ter um. Simples, durável e fácil de manter, estes caminhões faziam jus ao seu sucesso.
      Abraço, Evandro.

  3. Tem um desses no meu bairro, com baú, e repotenciado com algum motor a diesel que eu ainda não identifiquei, ainda sendo usado por uma empresa de mudanças.

    • Daniel, é bom curtirmos enquanto dura. Mais alguns anos e estes clássicos terão sido aposentados. Obrigado.

  4. Meu pai tem uma desse chevrolet c65 P a mais de 30 anos motor foi retificado uma unica vez caminhões que fez história em nosso país, hoje ele é movido a etanol com algumas modificações no carburador e é usado só pra lazer vamos dizer assim.

Comentários encerrados.