De caminhão pelo Brasil – O livro – Em busca de patrocínio

capa1  low

Alguns de nossos amigos leitores têm indagado sobre o andamento dos trabalhos para a edição do livro De caminhão pelo Brasil, nurse fruto de quatro anos de pesquisa, for sale  iconografia e redação.

Em função de um redirecionamento da editora original que nos apoiava, ambulance estamos em busca de novos patrocinadores e de um novo editor, para prosseguirmos rumo à publicação da obra, que no momento está em processo de revisão, projeto gráfico e diagramação.

Planejamos publicar tanto a versão e-book, quanto a impressa, mas para tanto será necessário encontrar pessoas ou empresas dispostas a nos apoiar financeiramente nesta empreitada.

De caminhão pelo Brasil conta a história do caminhão, desde seus primórdios nos tempos da Revolução Industrial, passando pelo seu desembarque no Brasil no final do século XIX, como artigo importado, até sua nacionalização em meados da década de cinquenta, chegando até os principais marcos históricos recentes.

O livro reúne de forma inédita relatos históricos exclusivos sobre nada menos que 104 marcas que estiveram ou estão operando no país, ricamente ilustrado com mais de 1.500 imagens, entre fotos atuais e de época, tabelas e infográficos, distribuídos ao longo de quase 800 páginas de 21 x 30 cm, de qualidade primorosa.

Para criar o necessário pano de fundo para esta viagem memorável através deste mosaico de marcas – muitas delas desconhecidas do grande público – a obra também inclui capítulos dedicados à anatomia do caminhão e seus principais componentes, bem como os aspectos da legislação pertinente, como a evolução da “Lei da Balança”, emissões gasosas, nível de ruído e combustíveis alternativos.

De caminhão pelo Brasil será o único livro do gênero no país, um verdadeiro resgate da rica história de nosso transporte rodoviário de cargas, com foco específico no caminhão.

Caso tenha interesse em saber mais sobre o livro e como nos apoiar neste projeto, entre em contato conosco, através do e-mail: caminhao.brasil@hotmail.com

Nota: enquanto trabalhamos na capa definitiva do livro, delicie-se com este belo Chevrolet Especial 1946, ainda na ativa na região de Botucatu, SP. Montado a partir de kits importados na fábrica da GM em São Caetano do Sul, SP, o Especial era um caminhão da classe de 2 toneladas nominais, movido pelo lendário motor a gasolina Chevrolet 235, de 3,85 litros, bom para produzir 94 cv. Atrelado a ele, havia uma caixa de quatro marchas e um eixo traseiro com reduzida acionada a vácuo.

 

 

 

 

14 ideias sobre “De caminhão pelo Brasil – O livro – Em busca de patrocínio

  1. Evandro, torço pelo sucesso e pela publicação de seu livro que sem dúvida se tornará um documento histórico e verdadeira bíblia sobre o caminhão.
    Será que alguma. notados de caminhões como Scania, Volvo, Mercedes ou Ford não se interessaria em patrocinar sua obra?
    Grande avraco

  2. Evandro, estive pensando em duas coisas:

    1-) Você pensa em disponibilizar por ebook primeiro ou não. Porque se for por e-book dá para tentar colocar em sites automotivo.

    2-) Você que está no “metiê” como se diz…a Lei Rouanet não beneficiaria sua obra, se fosse patrocinada por empresas como Ford, Eaton, Cummins etc? É dificil conseguir beneficio para essas empresas?

    Grande Abraço

    • Daniel, boa tarde!

      Acho que estamos em fina sintonia.

      Estamos pensando justamente nestas alternativas. Se não conseguirmos fundos para a edição impressa (a parte pesada do investimento), queremos assegurar pelo menos a versão e-book, muito mais em conta e alinhada com a tendência atual de leitura por meios digitais. Os mais saudosistas (como muitos colecionadores) talvez prefiram a “lista telefônica” impressa, mas o e-book tem uma penetração incomparável, sobretudo com este vasto conteúdo. Algumas tabelas e gráficos também têm sua leitura facilitada na versão digital.

      Sobre as empresas patrocinadoras, acreditamos mais nas autopeças, financeiras, provedoras de serviços de rastreamento, implementadoras, editoras especializadas, etc., que nas montadoras propriamente, pois teremos uma história resumida sobre todas elas, o que torna o livro um tanto genérico. Em geral, as montadoras preferem investir em projetos específicos sobre sua própria história.

      Você acertou em cheio sobre a Lei Rouanet, mas ainda não conseguimos nada neste sentido.

      Enquanto buscamos alternativas, vamos tocando o projeto, com a revisão e diagramação de vento em popa. Esta é a etapa mais intensa do trabalho.

      Muito obrigado por suas palavras.
      Suas sugestões são sempre apreciadas por aqui!

      Abraço.

  3. Amigo Evandro, boa noite.
    Uma pena eu não ser um milionário para ajudar na publicação desse livro! Estou no aguardo, muito ansioso para a publicação, pois sei que veremos algo impressionante!
    Abraços,

    Giori

    • Amigo Giori, talvez você não faça ideia do quanto já ajudou muito neste livro! Tenho muito a agradecer. Vamos ficar na torcida para viabilizarmos a publicação. Abraço.

    • Controlar a ansiedade faz parte de nosso processo evolutivo, como custei a aprender. Acredito que tudo aconteça no tempo exato, mesmo que, em princípio não possamos compreender os reais motivos dos atrasos. Uma coisa é certa: quanto mais o tempo passa, mais robusto fica o trabalho. O texto passa por mais revisões e adições e o acervo iconográfico se enriquece a cada dia. Mas chega uma hora em que precisamos “passar a régua”, ou chegar ao “design freeze”, como gostam de dizer nas montadoras. Acho que este momento está se avizinhando, enquanto avançamos na revisão e na diagramação. Obrigado pelo apoio de sempre!

    • Os custos para impressão de um livro de 800 páginas em formato A4 com edição de alta qualidade são demasiado altos, para investidores independentes. Algo na casa dos três dígitos. Para empresas, com os benefícios tributários proporcionados pela Lei Rouanet, a coisa muda de figura e pode se tornar muito intessante. O próprio livro pode se traduzir num inesquecível presente para os clientes das marcas patrocinadoras. Um abraço.

  4. Olá Evandro,

    Estou em mais plena ansiedade e empolgação para o lançamento desta inestimável literatura, para todos os apaixonados por esses grandiosos e imponentes veículos. Sou caminhoneiro e descendo de uma tradicional família estradeira. Mesmo com os atuais, bonitos e potentes gigantes cortando nossas estradas com desenvoltura e tamanha imponência, não posso deixar de admirar os antigos, que também tiveram sua época de glória. Quando cruzo com um antigo bem conservado, não deixo de admirar e imaginar como era em seu esplendor.

    Quando for lançado, comprarei sem demora, pois acompanho este excelente site e vejo sua competência e grande conhecimento no assunto.

    Um grande abraço!

    • Amigo Thiago, grato pelas palavras de apoio. O livro ainda vai demorar um pouco, pois estamos encontrando uma falta de recursos para tocar o projeto adiante. Mas na hora certa, a coisa vai!

      Manteremos nossos amigos leitores informados sobre o andamento do mesmo através de comunicados neste espaço.

      Forte abraço!

  5. Gostaria de saber como anda o projeto do livro, se existe alguma previsão sobre o lançamento, pois tenho muito interesse em adquiri-lo. A sua iniciativa no sentido de publica-lo para registrar a história dos caminhões no Brasil é louvável, meus parabéns!

    • Carlos, infelizmente no Brasil há pouco (ou nenhum) espaço para uma publicação como estamos sonhando. No entanto, não perdemos a esperança. Mas creio que teremos de fracionar o projeto inicial em livros menores, talvez divididos por marcas. Estamos em busca de editora/patrocínio. Será uma pena se não conseguirmos, pois temos um material valioso que precisa chegar às mãos de quem gosta do assunto. Caso contrário, corre o risco de ser perdido com o tempo. Um abraço e grato pelas palavras de apoio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complete a conta. *