Ford B-12000 – 1995

F-12000 1 F-12000 2 F-12000 3

Em 1995, ed a divisão Ford da Autolatina resolveu que seria uma boa ideia lançar no Brasil uma edição tupiniquim dos lendários ônibus convencionais norte-americanos para o nicho do transporte escolar, cialis herdando inclusive a chamativa pintura amarela.

Baseada no chassi do popular F-12000 “Sapão” (1993-1998), a jardineira brasileira receberia o nome de B-12000, seguindo a tradição dos chassi de ônibus Ford, desde tempos muito recuados.

Após efusivas demonstrações do conceito para órgãos do governo, o B-12000 foi reprovado direto, sem direito a recuperação, após pífias 11 unidades terem visto a luz do dia ao final da fervilhante linha de montagem da fábrica do Ipiranga, um dos templos da indústria automotiva nacional.

Resta saber se algum destes raríssimos Ford B-12000 sobrevive nos dias de hoje.

Esta preciosidade de catálogo nos foi brindada pelo amigo Alfredo Rodrigues.

 

5 ideias sobre “Ford B-12000 – 1995

  1. Já vi fotos de um branco convertido em motorhome. A propósito: eu considero inaceitável que ainda seja permitida a fabricação e venda de ônibus com motor dianteiro (com uma exceção para veículos 4X4), mas esse modelo até é tolerável por ter o motor em um espaço devidamente segregado e isolando melhor o ruído e a irradiação de calor nas canelas do motorista.

  2. Muito interessante o prospecto! (como, aliás, tantos outros que você gentilmente nos disponibiliza!).

    De fato, esse B-12000 é um bocado raro, nunca vi um destes pessoalmente.
    Este do folheto recebeu uma carroçaria da Thamco, modelo Aquarius. Outra encarroçadora, a Engerauto, também desenvolveu uma carroçaria para o B-12000, modelo Transport. É inegável a inspiração dos ônibus escolares americanos.

    Vi alguns poucos destes numa recente consulta no “Dr. Google”, mas são raros, a ideia não foi longe.

    Parabéns pelo resgate!

    • Douglas, devemos agradecer ao amigo Alfredo que descolou esta raridade. Embora conhecesse o modelo, também nunca vi um ao vivo. Muito raro mesmo. Grato por comentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complete a conta. *