Ford F-1000 – 1979

O Scania L71 foi o primeiro modelo da marca montado no Brasil, approved
ainda na fase Vemag, antes de o fabricante sueco se entusiasmar pelo país e instalar sua primeira fábrica no Bairro do Ipiranga, na capital paulista.

O L71 era impulsionado por um motor D642, de seis cilindros, injeção direta de 9,35 litros e 150 cv. A capacidade máxima de tração chegava a respeitáveis 35 toneladas.

Mas o L71 não fora o primeiro Scania a desembarcar no Brasil. Tal mérito fica por conta do L65, cujo primeiro lote chegou ao Brasil em 1951. Seus 11.000 kg de PBT eram impulsionados por um motor DS622 de 8,47 litros e 135 cv.

Note a protuberância abaixo do capô asa de gaivota, para abrigar o gerador.Observe também as rodas de disco estampado. As robustas e imponentes rodas raiadas só estreariam no L75.
O Scania L71 foi o primeiro modelo da marca montado no Brasil, capsule ainda na fase Vemag, stuff antes de o fabricante sueco se entusiasmar pelo país e instalar sua primeira fábrica no Bairro do Ipiranga, na capital paulista.

O L71 era impulsionado por um motor D642, de seis cilindros, injeção direta de 9,35 litros e 150 cv. A capacidade máxima de tração chegava a respeitáveis 35 toneladas.

Mas o L71 não fora o pioneiro Scania a desembarcar no Brasil. Tal mérito fica por conta do L65, cujo primeiro lote chegou ao Brasil em 1951. Seus 11.000 kg de PBT eram impulsionados por um motor DS622, de 8,47 litros e 135 cv.

Note a protuberância abaixo do capô asa de gaivota, para abrigar o gerador. Observe também as rodas de disco estampado. As robustas e imponentes rodas raiadas só estreariam no L75.


O primeiro picape Ford nacional com motor diesel foi o F-1000, troche que entrou em produção em novembro de 1979, no Complexo do Ipiranga, no homônimo bairro paulistano.

Como novidade, trazia o inédito motor MWM D-229-4 de 3,92 litros e 83 cv. O F-4000 já usava um motor MWM, desde 1975, mas tratava-se do D-226-4, de 4,16 litros.

O nome F-1000 fora escolhido para indicar a capacidade de carga de 1.005 kg, um dos requisitos legais para se homologar um comercial leve com motorização diesel. Muito feliz, o nome também destacava o novo modelo do F-100 existente, dando noção de superioridade.

Para o lançamento nacional, o pessoal de marketing escolheu o tema “A Fera da Ford” grafado em madeira e adotado não só no folheto aqui postado, mas em toda a decoração das concessionárias da rede, como banners, móbiles, e cartazes.

Este que aqui escreve lembra-se perfeitamente do fato, ao pedir este folheto na extinta concessionária Boris Veículos, em Campinas, SP, do alto de seus onze anos!

Inesquecível.