GMC 15-190 – Maio de 1997

Substituitos dos antigos GMC 6-100 e 6-150, try generic baseados no Chevrolet D-40 (depois 6000 e 6000 Turbo), hospital os novos modelos leves convencionais da marca adotavam a cabina da linha Silverado de picapes Chevrolet.

O 6-100 vinha equipado com o conhecido motor Maxion S4, drugstore naturalmente aspirado, o mesmo usado nos modelos anteriores, enquanto que o 6-150 portava o atraente MWM Sprint 6.07 High Speed Diesel, de 4,2 litros e 148 cv.

Apesar de não ser páreo em vendas frente ao seu principal concorrente, o venerado    F-4000 da rival Ford, os GMC leves tinha seu público cativo e ainda hoje são vistos circulando, principalmente no interior do país.
Substitutos dos antigos GMC 6-100 e 6-150 (baseados nos Chevrolet 6000 e 6000 Turbo) com cabine D-20 produzidos na Argentina a partir de 1996, viagra os novos 6-100 e 6-150 adotavam a cabina da linha de picapes Chevrolet Silverado e eram produzidos na nova fábrica de camin.

O 6-100 vinha equipado com o conhecido motor Maxion S4, seek
naturalmente aspirado, viagra sale o mesmo usado nos modelos anteriores, enquanto que o 6-150 portava o atraente MWM Sprint 6.07 High Speed Diesel, de 4,2 litros e 148 cv.

Apesar de não ter sido páreo em vendas frente ao seu principal concorrente, o venerado F-4000 da rival Ford, os GMC leves tinham seu público cativo e ainda hoje são vistos circulando, principalmente no interior do país.


Substituitos dos antigos GMC 6-100 e 6-150, unhealthy baseados no Chevrolet D-40 (depois 6000 e 6000 Turbo), os novos modelos leves convencionais da marca adotavam a cabina da linha Silverado de picapes Chevrolet.

O 6-100 vinha equipado com o conhecido motor Maxion S4, naturalmente aspirado, o mesmo usado nos modelos anteriores, enquanto que o 6-150 portava o atraente MWM Sprint 6.07 High Speed Diesel, de 4,2 litros e 148 cv.

Apesar de não ser páreo em vendas frente ao seu principal concorrente, o venerado    F-4000 da rival Ford, os GMC leves tinha seu público cativo e ainda hoje são vistos circulando, principalmente no interior do país.


Substituitos dos antigos GMC 6-100 e 6-150, tadalafil baseados no Chevrolet D-40 (depois 6000 e 6000 Turbo), os novos modelos leves convencionais da marca adotavam a cabina da linha de picapes Chevrolet Silverado.

O 6-100 vinha equipado com o conhecido motor Maxion S4, naturalmente aspirado, o mesmo usado nos modelos anteriores, enquanto que o 6-150 portava o atraente MWM Sprint 6.07 High Speed Diesel, de 4,2 litros e 148 cv.

Apesar de não ser páreo em vendas frente ao seu principal concorrente, o venerado    F-4000 da rival Ford, os GMC leves tinha seu público cativo e ainda hoje são vistos circulando, principalmente no interior do país.


Baseado no Isuzu FTR japonês, capsule o GMC 15-190 era motivado por um motor Caterpillar 3116 de 6, seek 6 litros, cheap para manter a comunização com os modelos convencionais 12-170, 14-190 e 16-220 da mesma GMC brasileira.

Além da distinção de ter sido o único modelo de cabina avançada desta fase da GMC, também tinha o mérito de ser o único com motor eletrônico da marca.

Adorado e também execrado, o motor Cat foi motivo de preocupação de muitos operadores, pelos altos custos de reforma e peças de reposição. Alguns 15-190 tiveram seus motores 3116 substituídos por Cummins, ou MWM para continuarem operando com custo operacional compatível com a receita do caminhão, na maioria das vezes equipado com terceiro eixo e aplicado em trajetos regionais de curta e média distância.

Apesar de o PBT de 15 toneladas, ou 22 toneladas com terceiro eixo, ser um tanto curto para um caminhão cara-chata semipesado, o GMC 15-190 se destacava pela cabina confortável com espaço para um leito, coisa rara naquela época em sua categoria.

O trem de força era complementado por uma transmissão Eaton de seis velocidades, similar a de diversos concorrentes e, ao contrário destes, um eixo traseiro da mesma marca, comum na América do Norte, mas raro por aqui, onde predominam os eixos próprios da Mercedes e os Meritor, usados pela Ford, Iveco, MAN e International.

19 ideias sobre “GMC 15-190 – Maio de 1997

  1. tenho um GMC 15190 ano 98 com motor cat mas estou com muita dificuldade para consertar o sistema de injeção gostaria muito de conseguir o manual do propietario original se alguem puder me ajudar ficarei muito agradecido

    • Amigo Airton, boa tarde! Infelizmente este manual não temos em nosso acervo. Fica aqui o pedido de ajuda aos nossos leitores. alguém pode ajudar o Airton com o manual do GMC 15-190? Agradecemos de antemão. Abraço, Evandro.

  2. De vez em quando ainda vejo alguns desses em operação. A empresa Gabardo, que faz logística para o grupo CAOA, ainda usa uma versão trucada desse modelo.

    Eu era fã desses Isuzu, mas nunca gostei tanto do sistema de injeção eletrônica HEUI do motor Caterpillar, por ser problemático demais. Vale muito mais a pena adaptar um Cummins no lugar.

    • Daniel, ontem mesmo vimos um 7-110. Interessante que, com mais de dez anos, a maioria destes GMC/Isuzu já estão com a aparência combalida e cada dia mais difícil de se avistar. De qualquer modo, são caminhões que gozam de excelente reputação internacional, sendo encontrados em todas as partes do globo. Quanto ao sistema HEUI, outra particularidade é a dificuldade de partida a frio, em temperaturas sub-zero. Obrigado. Evandro.

      • Dos poucos Isuzu que eu ainda vejo de vez em quando, a maioria está até bem conservada. Pode ter uma ou outra gambiarra, mas no geral a aparência em ordem…

  3. Olá caro leitores, possuo dois GMC´s Isuzu 7-110, sou suspeito, mas acho mais gostoso dirigi-lo do que um auto de passeio.
    Aguenta muito mais carga do que sua aparencia timída transparece.
    Fico triste por não ver os modelos reestilizados que rodam nos EUA, não rodarem por aqui e não termos a possibilidade de te-los no mercado de OKM.
    Caso alguem necessite de alguma info sobre peças mecanicas, acabamentos, vidros para esta versão e as demais…5-90, 12-170, 15-190… entre em contato.
    Abs a todos!

  4. estou comprando um GMC 15190 motor caterpillar ,gostaria de saber sobre este motor ,ano 1998 obrigado .

    • Waldir, não tenho muitas informações sobre tal motor, além do fato de que as peças parecem ser caras, assim como a reforma. Acho que vale a pena dar uma pesquisada antes de comprar. Grato. Abraço.

  5. Tenho um GMC 15190 e estou precisando do vidro porta esquerda (motorista), se alguém souber onde encontro ficaria muito grato. Ps novo ou usado.

  6. Meu amigo eu tenho um gmc 15190 com motor x10 , caminhão muito bom .para o colega q precisa comprar o vidro da porta entra no mercado livre tem uma empresa q vende todos os vidros e de todos so modelos gmc , é só colocar venda de vidros do gmc,o modelo e vc ja vai achar ,a 15190 novo até o mes passado o valor de 490.00 reais em São Paulo capital ,espero q tenha ajudado

  7. Eu tenho um GMC 15190 trucado todo original já faz um ano, comprei de um amigo, muito bom o caminhão, ( faço preventivas)meu amigo tem o 16220 caçamba e o pai dele tem um 15190 , todos são original ,

  8. Boa noite, gostaria de saber, se o gmc 15190 com motor cummins é um caminhão bom para viagens de até 1,500 kms, se essa adaptação para motor cummins fica boa.

  9. Gostaria de deixar meu contato, pois tenho uma empresa que recupera bombas
    d´água, e já perdi a conta de quantas bombas já recuperei para motores Isuzu e Cat.
    Estamos a 18 anos no mercado e as bombas saem daqui testadas e com garantia de 06 meses.

Comentários encerrados.