Massey Ferguson 265

Dando sequência aos posts sobre chassi de ônibus Scania com motor frontal, cialis e atendendo ao pedido de um de nossos amigos leitores, view hoje trazemos o Scania B111, que substituiu o B110, a partir de 1976.

Junto do seu irmão de motor traseiro, o BR115 e seu substituto, o BR116, o Scania B111 era líder da categoria no quesito potência (com cerca de 50 cv de vantagem na versão turbo), e por conseguinte, velocidade média. Nas serras, o B111 era um verdadeiro “rei da estrada”, ultrapassando todo mundo, até carros de passeio pequenos e vacilantes.

Seus concorrentes eram os Mercedes O-355 e O-364, plataformas monobloco de motor traseiro e, a partir de 1979, o Volvo B58, chassi de motor central.

Com o tradicional entre eixos de 6.250 mm, o B111 encontrava aplicações urbanas com motor aspirado D 11 de 203 cv e suspensão por molas semielípticas, mas sua principal vocação era rodoviária, equipado com motor turbo DS 11 de 296 cv e suspensão traseira a ar.

Equipado com elegantes carroçarias tais como Marcopolo III, ou Nielson Diplomata, o B111 tinha uma aparência imponente, e o delicioso ronco do motor Scania de 11 litros e dois cabeçotes. Embora ainda se avistem B111 rodando, ele está se tornando raro e já deixa saudade!

 

 
Dando sequência aos posts sobre chassi de ônibus Scania com motor frontal, site e atendendo ao pedido de um de nossos amigos leitores, drugstore hoje trazemos o Scania B111, cialis que substituiu o B110, a partir de 1976.

Junto do seu irmão de motor traseiro, o BR115 e seu substituto, o BR116, o Scania B111 era líder da categoria no quesito potência (com cerca de 50 cv de vantagem na versão turbo), e por conseguinte, velocidade média. Nas serras, o B111 era um verdadeiro “rei da estrada”, ultrapassando todo mundo, até carros de passeio pequenos e vacilantes.

Seus concorrentes eram os Mercedes O-355 e O-364, plataformas monobloco de motor traseiro e, a partir de 1979, o Volvo B58, chassi de motor central.

Com o tradicional entre eixos de 6.250 mm, o B111 encontrava aplicações urbanas com motor aspirado D 11 de 203 cv e suspensão por molas semielípticas, mas sua principal vocação era rodoviária, equipado com motor turbo DS 11 de 296 cv e suspensão traseira a ar.

Equipado com elegantes carroçarias tais como Marcopolo III, ou Nielson Diplomata, o B111 tinha uma aparência imponente, e o delicioso ronco do motor Scania de 11 litros e dois cabeçotes. Embora ainda se avistem B111 rodando, ele está se tornando raro e já deixa saudade!

B111 1 B111 2 B111 3 B111 4 B111 5 B111 6 B111 7 B111 8 B111 9

 

 
Dando sequência aos posts sobre chassi de ônibus Scania com motor frontal, unhealthy e atendendo ao pedido de um de nossos amigos leitores, hoje trazemos o Scania B111, que substituiu o B110, a partir de 1976.

Junto do seu irmão de motor traseiro, o BR115 e seu substituto, o BR116, o Scania B111 era líder da categoria no quesito potência (com cerca de 50 cv de vantagem, na versão turbo), e por conseguinte, velocidade média. Nas serras, o B111 era um verdadeiro “rei da estrada”, ultrapassando todo mundo, até carros de passeio pequenos e vacilantes.

Seus concorrentes eram os Mercedes O-355 e O-364, plataformas monobloco de motor traseiro e, a partir de 1979, o Volvo B58, chassi de motor central.

Com o tradicional entre eixos de 6.250 mm, o B111 encontrava aplicações urbanas com motor aspirado D 11, de 203 cv e suspensão por molas semielípticas, mas sua principal vocação era rodoviária, equipado com motor turbo DS 11, de 296 cv e suspensão traseira a ar.

Equipado com elegantes carroçarias, tais como Marcopolo III, ou Nielson Diplomata, o B111 tinha uma aparência imponente, e o delicioso ronco do motor Scania de 11 litros e dois cabeçotes. Embora ainda se avistem B111 rodando, ele está se tornando raro e já deixa saudade!

B111 1 B111 2 B111 3 B111 4 B111 5 B111 6 B111 7 B111 8 B111 9

 

 
Inaugurando nossos posts sobre a tradicional Massey Ferguson, decease hospital oferecemos este catálogo do início dos anos oitenta sobre o popular trator agrícola Massey 265, buy líder em sua categoria, e um grande favorito entre agricultores do Brasil.

Sucessor do Massey Ferguson 65X, o 265 vinha com motor Perkins A4.203 de 3,3 litros, que fornecia 61 cv, ou 48 cv na tomada de força a 540 rpm, com motor a 1.700 rpm.

Sua transmissão de 8 velocidades cobria o espectro de 2,3 a 30,4 km/h. A embreagem dupla permitia o acionamento da tomada de força independente da transmissão e o sistema hidráulico de três pontos era capaz de levantar implementos de até 2.100 kg.

Milhares destas máquinas ainda operam pelo interior do país, com grande carisma e um legado inestimável para nossa agricultura e pecuária.

MF265 1 MF265 2 MF265 3 MF265 4

17 ideias sobre “Massey Ferguson 265

  1. bom eu tenho um trator mf 265 e o hidraulico dele nao esta funcionando quando vou aciona-lo nao levanta pode ser o que e como devo fazer …obrigada tenha um otimo dia

    • Cara Lidiane, este é um tema sobre o qual não nos sentimos à vontade para opinar, simplesmente por desconhecer o sistema hidráulico da máquina e por não dispormos de literatura sobre o mesmo em nosso acervo. Uma variedade de causas podem ser a raiz do seu problema, desde a bomba hidráulica com pressão insuficiente, até falta de lubrificante, ou mesmo óleo de especificação incorreta, ou há muito vencido. Desgastes nos anéis de vedação do cilindro hidráulico ou mesmo as válvulas de controle também pode causar problema. Em resumo, fica difícil diagnosticar à distância. Seria melhor recorrer a um mecânico especializado. Boa sorte e parabéns pelo 265, um grande clássico, adorado por muitos! Obrigado por nos visitar.

  2. Olá. Sou fã de seu site, aqui tem verdadeiras preciosidades. Gostaria de ver os prospectos dos tratores MF 296 e 295. Com certeza algum fã do site deve tê-los, pois são máquinas de sucesso da marca. Ficarei na expectativa aguardando.

    • Caro Carlos, vamos providenciar os folhetos dos 295 e 296. Fique atento. Um abraço.

  3. Olá, gostei deste site, pelas especificações das maquinas em geral. Tenho um MF 285 e não tem manual, o caro amigo não tem nada que especifique este trator?

    • Caro Daniel, sobre o 285 não temos nada. Quem sabe algum amigo leitor nos ajude? Abraço e grato por comentar.

  4. Evandro em um post de tratores de esteira cat falei de um cara que tem uma fazenda com um desses tratores de esteira,o mesmo tem na fazenda um 265 sempre que vejo trabalhando e com carreta ou com plaina traseira hidraulica e parece que com roçadeira tambem , outro dia vi la um mais novo mais tambem 4×2 com roçadeira, o cara e podre de rico alem de duas fazendas(que eu sei)e dono de empresas de onibus e nessa fazenda nao poe um trator 4×4.Em outra fazenda um outro cara de classe media tem um 265 tambem mais esse trabalha com carreta e sempre que precisa arar terra na fazenda ele ara. Em uma outra fazenda o cara tem condiçoes de compra um trator 4×4 novo ou seminovo , mais usa um 265 ou 275 4×2 , ele mesmo opera e ele diz que faz tudo la.

    • Olá, José.
      Infelizmente não tenho esta informação. Vou precisar pesquisar.
      Quem sabe algum amigo que nos lê não poderá ajudar?

      Um abraço.

    • Olá amigo, o óleo correto especificado no manual dele é o 90 API GL-5, mas na falta dele pode colocar o 85w-140 API-GL5 coloquei este ultimo aqui no meu Massey 235 e ficou excelente, mas prepara, no meu foi 30 litros, porque o óleo da transmissão, do hidráulico e do cardam é tudo junto, não esqueça de abrir os dois bujões que ele tem com o trator colocado num desnível com os bujões pra baixo, é sempre bom trabalhar com ele antes de trocar, pro óleo esquentar e sair mais fácil….

  5. Bom dia,

    Primeiramente, gostaria de parabenizar o idealizador do site. Acessei pela primeira vez recentemente e adorei.
    Estou em busca do manual do Massey Ferguson 265, pois estou com um parado na oficina.
    Caso alguém tenha e puder compartilhar, fico muito grato.

Comentários encerrados.