Massey Ferguson 292 e 292/4 – 1994

Ampliando nossa coleção de máquinas agrícolas da renomada Massey Ferguson, recipe hoje apresentamos os modelos 290 em suas variantes 4×2 e 4×4,
ambos dotados de motor Perkins 4000, de 82 cv.

Este folheto foi mais uma gentileza de Fernando Luiz de Araújo.
MF 290 1994 01 MF 290 1994 02

Ampliando nossa coleção de literaturas sobre as máquinas agrícolas da renomada Massey Ferguson, viagra hoje apresentamos os modelos 290 em suas variantes 4×2 e 4×4, stuff ambos dotados de motor Perkins 4000, de 82 cv.

Este folheto foi mais uma gentileza de Fernando Luiz de Araújo.
MF 292 1994 01 MF 292 1994 02

A linha 292 da Massey tinha como principal diferencial em relação aos 290 o motor Perkins 4000T turboalimentado de 105 cv e, illness tal qual os irmãos menores, hospital era apresentada em versões 4×2 e 4×4.

Este folheto é apresentado aqui como cortesia de Fernando Luiz de Araújo.

 

14 ideias sobre “Massey Ferguson 292 e 292/4 – 1994

  1. gosto demais do ronco dos 292T, e tenho um carinho especial por esse modelo em particular porque foi o primeiro veículo que eu dirigi sozinho! comecei bem, logo de início pilotando algo tão potente! ô saudade! : )

    • Olá, amigo Fernando! Que sorte, poder estrear com esta belíssima máquina! Eu parei no 50X…e nunca fui além…rss! Abração.

  2. Evandro;

    Interessante é que existe em catálogo Massey Ferguson 292 4×2 mas eu sinceramente nunca vi um.

    Na faixa de 105cv existe uma particularidade: Esse setor é dominado pelo New Holland 7630, um trator na verdade da Ford (evolução do 7600 estrangeiro e que desembarcou por aqui como 7610) e que a despeito da tentativa da New Holland em tirar a série 30 de linha, ela teve que manter em fabricação pois os TL95 (103cv) nunca foram páreos para os 7630, assim como os 985 da Valmet e os Massey 292.

  3. Fernando e Evandro!

    Nunca tinha visto isso! Muito legal!!!! Obrigado pelos links!

    Ate hoje só tinha visto Valmet 118 4×2, inclusive o que eu conhecia era um ex. canavieiro de arrastar carreta pois era desprovido de sistema hidraulico. Só servia para implemento de arrasto.

    Esses tratores 6 cilindros e 4×2 são desequilibrados em demasia!

    Abraços!

  4. Evandro, eu também acho legal esse capô longo dos 6 cilindros. Mas sendo 4×2, acho feio! Fica meio desproporcional esse tratorzão com pneuzinho na frente… Mas claro, aparência pra trator não é importante…
    O 296 era o primeiro da linha 6 cilindros, era aspirado. O 299 era o maior de todos, era 6 cilindros turbo.
    Naquela segunda foto é um 296 mesmo.
    O pessoal gosta bastante do 292 porque ele tem potência de “gente grande”, mas é compacto, bem mais leve e econômico que os 6 cilindros. Ele consegue fazer um serviço bastante pesado, sem gastar muito. Ouço falar que os 6 cilindros são beberrões, mas não sei dizer se são de forma exagerada, desproporcional, ou se simplesmente gastam mais que os 4 cilindros, que afinal, nada mais compreensível do que gastar mais, sendo um motor quase 50% maior.

    Daniel, esses MF 4×2 são raros de se ver. Até porque muitos já foram transformados pra 4×4. Dessa época, até os 290 eram quase que só 4×2, e daí pra cima eram quase só 4×4, acho que pelo motivo que eu falei antes, já que sai caro, pegue o que faça o serviço direito. Só mais recentemente que saiu uma “onda” de 275 e 4275 4×4.

    Já nos Valmet (pelo menos aqui nos arredores) era o contrário: Muito raro se ver um Valmet 4×4, mesmo os 118! Até aquela linha 985, a grande maioria era 4×2.

    Abraços

  5. Fernando;

    Minha região (Garça – Marilia) como é cafeeira, a grande maioria dos tratores são 4×2 e ate 100 cv! Qual é a sua região?

    Como ficou muitos anos sem representação Massey Ferguson por aqui (e por causa da lei da representação comercial), a Valtra e a Ford fizeram a festa por aqui. Vendeu-se muito 68 cafeeiro, 685, 785, 985 e mesmo 118-4 (que muitos compravam porque queriam colocar lamina e transformá-los em “esteira com pneus”). Por aqui é coisa rara ver 118 que não seja 4×4. A Ford também fez sucesso e inclusive conseguiu emplacar alguns 4610/4630 estreitos para lavouras de café, um espetáculo de trator em termos de desempenho, potencia, conjunto de transmissão e alto consumo de diesel em comparação ao 265.

    Teve uma época que andaram vendendo uns kits para transformar tratores 4×2 em 4×4. Teve muito Ford 6610 (e já vi até 6600) que aconteceu isso e ganhou um cardã na lateral esquerda, mas não teve grande impacto devido ao tipo de uso e de lavouras na região.

    Apenas a guisa de curiosidade, quando mexia com Fazenda, tive uma “coleção” assim digamos, de máquinas que acabaram caindo na minha mão vindo de permutas e trocas com outras propriedades que pertenciam a familia. Dessa forma tivemos Ford 4630 cafeeiro, 6610, 6600, Valmet 80ID, Valmet 785, Valmet 148-4 Turbo, Massey Ferguson 85X com motor MWM D225, MF 235, 275 cafeeiro (motor International “Maxion” S4 – um bebedor de oleo diesel que dá medo de ver).

    • coisas desse brasil gigante! : )
      a minha região é o norte do RS, divisa com SC. aqui as lavouras são de soja, milho e trigo. raramente algo diferente disso.
      os tratores e colheitadeiras dominantes aqui sempre foram MF, só mais recentemente é que pipocaram os John Deere, mas ainda são poucos.

  6. Qual melhor trator o Massey Ferguson 292 ou o New Holland 7630? Estou em dúvida qual dos dois comprar.

Comentários encerrados.