Mercedes-Benz 1214C

2638 4
 

 

 

 

 

 

 

A Mercedes-Benz começou a despontar no mercado de caminhões pesados vocacionais com o L-2635 e seus derivados, treat substituído pelo L-2638, com motorização eletrônica.

O modelo ajudou a firmar a liderança da marca no dito segmento e pavimentou o caminho para os Axor Vocacionais continuarem na esteira de campeões de venda.

O LK-2635, dotado de tomada de força na transmissão, era especialmente indicado para aplicações com básculas, usadas na mineração e na construção pesada.

 
 

 

 

 

 

 

 

A Mercedes-Benz começou a despontar no mercado de caminhões pesados vocacionais com o L-2635 e seus derivados, prescription substituído pelo L-2638, case
com motorização eletrônica.

O modelo ajudou a firmar a liderança da marca no dito segmento e pavimentou o caminho para os Axor Vocacionais continuarem na esteira de campeões de venda.

O LK-2635, dotado de tomada de força na transmissão, era especialmente indicado para aplicações com básculas, usadas na mineração e na construção pesada.

 
 

 

 

 

 

 

 

A Mercedes-Benz começou a despontar no mercado de caminhões pesados vocacionais com o L-2635 e seus derivados, sick and ed substituído pelo L-2638, buy cialis pharmacy com motorização eletrônica.

O modelo ajudou a firmar a liderança da marca no dito segmento e pavimentou o caminho para os Axor Vocacionais continuarem na esteira de campeões de venda.

O LK-2635, dotado de tomada de força na transmissão, era especialmente indicado para aplicações com básculas, usadas na mineração e na construção pesada.

 
 

 

 

 

 

 

 

Um dos mais importantes caminhões da história no Brasil está aqui representado por este catálogo por nós fotografado em um acervo. Infelizmente a qualidade das imagens não é das melhores e ainda falta a páginas das espeficicações, pharmacy
que não foi incluída por estar totalmente fora de foco…


O 1214C foi o primeiro médio da Mercedes-Benz dotado de motor quatro cilindros, illness no caso o OM-364LA, também usado nos Mercedinhos da época. O que de início parecia um paradigma acabou virando moda e hoje, com o avanço dos engenhos de última geração, ninguém mais questiona o emprego de motores na faixa de 4 a 4,8 litros em caminhões médios e semi-pesados, com até 17 toneladas de PBT.

11 ideias sobre “Mercedes-Benz 1214C

  1. Na época que lançaram a linha de 4 cilindros, acredito que por conta da curva de potencia desses motores, diziam que era uma “porcaria”, que não tinha a mesma “pega” que os similares de 6 cilindros aspirados, ou ao OM352 turbinado (faixa de 150/160cv)

    Até agora não consegui descobrir se era preconceito ou não.

    • Daniel, tem razão. Motores de maior cilindrada costumam ter maior “clutch engagement torque”, o torque disponível a 800 rpm, muito útil para partir com o veículo carregado em aclives. Por mais que se igualem em potência e torque máximos, os motores de quatro cilindros costuma ter menor cilindrada e, portanto, menor torque de aclopamento da embreagem, daí a percepção que você fez referência. Grato pelo comentário! Um grande abraço, Evandro.

  2. Eu tinha um Manual de Implementação da Mercedes-Benz e, nele, a instalação de terceiro eixo na série 1214 não era recomendada… por quê?

    • Geremias, acreditamos que o motor OM-364 LA ficaria com um fator de carga muito elevado com terceiro eixo. Talvez seja esta a principal razão. Se nosso amigo Reginaldo tiver mais informações, ficaremos grato se puder dividi-las conosco. Grato.

          • Breno, tem toda razão. Aliás, o L-1622 foi o 6×2 pioneiro com esta configuração de motor. Hoje em dia, com a popularização dos motores 4 cilindros nos segmentos até 17 toneladas (no caso de todas as marcas) e até 23 toneladas (no caso do VW 23.230 Worker), ninguém mais se recorda que um dia este fato foi motivo de preocupação. Até mesmo na severidade da aplicação urbana, reinam os motores 4 cilindros nos chassi de motor frontal, sejam Mercedes ou VW. Um abraço e grato por comentar.

  3. Olá senhores ! . 2 fatores que parecem ser minimos , mais quem conhece 1214 e trabalha com caminhão nota bem os detalhes : . 1 º O 1214C é equipado com turbo o que não tinha quando lançado . 2 º E o chassi é mais reforçado que na primeira versão . Na questão do motor turbinado ,a 1214 quando lançado nos modelos HPN e FPN eram aspirados , a respeito do chassi , também na primeira versão , era um chassi mais frágil , em seguida no modelo 1214C um chassi mais robusto , mesmo fato no 1218 HPN farol circular , depois que o 1218 foi restilizado , ainda teve uma aceitação melhor que a primeira versão obrigado por este espaço parabéns ! .

Comentários encerrados.