Mercedes-Benz L-610

L 610 1 L 610 2

Para enriquecer nossa recente discussão sobre os caminhões Mercedes a etanol da era do Proálcool, shop shop  o amigo leitor Luiz Alberto Pereira Lima, viagra do Paraná, nos foi o gentil bastante para enviar fotos de um raro L-610 que ele avista há tempos.

Junto das imagens, o Luiz enviou os seguintes comentários:

“Boa noite, Evandro.

Tirei fotos do Mercedinho L-610 aqui de Pinhais-PR. Não sei se ele esta original, mas faz muitos anos que o vejo neste mesmo lugar, uma espécie de frutaria. Eu havia dito que ele tinha faixas azuis no comentário do post dos Mercedes a álcool, mas agora está com faixas cinzas que não são as originais. Espero que o pessoal goste. As fotos ficaram ruins porque tirei de dentro do carro, mas da para ver o emblema na lateral.

Abraços.”

Se original, como tudo indica ser, este 610 é um dos 119 produzidos entre 1984 e 1986. Seu motor era o M-314 O de 3,8 litros, 98 cv e 322 Nm, operando no Ciclo Otto, mas é grande a possibilidade de o modelo das fotos ter sido convertido para o tradicional OM-314 diesel.

Maiores informações sobre o modelo você pode encontrar aqui:

http://caminhaoantigobrasil.com.br/category/catalogos-e-folhetos/mercedes-benz-caminhoes-catalogos/mercedinho-original/l-610-alcool-1985/

 

4 ideias sobre “Mercedes-Benz L-610

  1. Pouco provável que tivesse permanecido no ciclo Otto, afinal o bloco e a maior parte dos componentes internos eram compartilhados com o motor a diesel e a disponibilidade das peças para reposição é mais fácil nesse último.

      • Talvez se a moda do GNV tivesse se iniciado mais cedo, seria mais plausível manter o motor no ciclo Otto. A propósito: o Paraná já foi destaque a nível nacional no uso de biometano como combustível veicular durante a década de 80, numa época que a Sanepar capturava o gás em estações de tratamento de esgoto e usava para abastecer uma frota de Fiat 147. Acho vergonhoso que essa alternativa hoje seja tão desprezada pelo poder público, que vem entregando recursos do país de mão beijada para a Bolívia ao invés de trabalhar pela segurança energética brasileira.

  2. BOA NOITE….

    BOA SACADA DO AMIGO EM FOTOGRAFAR ESSA RARIDADE, EU MESMO JA O VI POR AQUI EM CURITIBA, ANDANDO SEMPRE PELA MANHA NA LINHA VERDE, PELO RONCO DELE QUE CONSEGUI OUVIR, ( COISA QUE NÃO DEU PRA APROVEITAR MUITO ,POIS O AMIGO LUIS ALBERTO, QUE TAMBÉM É DAQUI DA REGIÃO, SABE QUE O TRANSITO NA LINHA VERDE PELA MANHA, DA PRA ATRAVESSAR UMA NINHADA DE PATO , POIS É TUDO PARADO ) PARECE MESMO SER UM OM-314, A DIESEL, MAS MESMO ASSIM O CAMINHÃO ESTA BEM CONSERVADO, ATÉ COM OS BANCOS ORIGINAIS, SE NÃO ME ENGANO AQUELES COM O TECIDO EM XADREZ, TOMARA QUE CONTINUE ASSIM POR MAIS UM BOM TEMPO….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complete a conta. *