Mercedes-Benz LA-911 – 1969

Há algum tempo atrás, view nosso amigo Bruno do blog Mundo dos Pesados (http://mundodospesados.blogspot.com.br/) nos enviou esta interessante imagem de um Mercedes-Benz LA-911 (importado), cialis sale ano 1969, segundo ele próprio.

Diversos detalhes interessantes podem ser observados. O primeiro deles é a cabine alta, que só apareceu nos Mercedes brasileiros em 1971. Outro ponto de destaque é o capô com os perfis estampados com costuras nas laterais, diferentes dos nacionais. O próprio modelo, 911, é curioso por nunca ter sido produzido no país.

911 - 4x4 - ano 69

18 ideias sobre “Mercedes-Benz LA-911 – 1969

  1. Bom dia Evandro!
    Vendo este 911 me veio novamente uma dúvida que sempre tive em relação a produtos de mercados principais e periféricos. Como tu tem experiência de chão de fábrica talvez possa solucionar.
    Este 911 já tinha cabine alta, coisa que só apareceu no Brasil em 1971. É verdade ou lenda, o fato de os fabricantes enviarem para seus mercados periféricos o ferramental fora de uso em seus mercados principais? Neste caso veio para o Brasil o ferramental para fabricação da cabine baixa, sem uso na Europa.
    Att

    • Amigo Jacob, de fato, esta prática foi muito comum no Brasil desde o princípio da indústria automotiva nacional, até ao redor dos anos 80 ou 90, embora não se aplicasse em 100% dos casos. Mais tarde, acabou caindo em desuso, pois o Brasil, em geral, passou a ser contemplado com projetos em pé de igualdade com o de seus países de origem.

      Muito bem observado. Abraço.

  2. A cabine alta dos Mercedes apareceu na Alemanha em 1967, de acordo com este site: http://www.lkw-infos.eu/lkw-hersteller/mercedes-benz?showall=&start=1 .

    E Fullin, eu acho que a Mercedes trouxe o 911 prá cá, só que adotou a velha prática dela de aumentar o PBT e manter a potência. Assim, o 911 acabou se transformando no 1111.

    Um detalhe curioso é que na Argentina a Mercedes fabricou o 911, o 1112 e o 1114 (estes dois ultimos equivalentes ao 1111 e o 1113):

    http://camionargentino.blogspot.com.ar/2012/11/mercedes-benz-l-911.html
    http://camionargentino.blogspot.com.ar/2012/11/mercedes-benz-lls-1112.html
    http://camionargentino.blogspot.com.ar/2012/05/mercedes-benz-lls-1114.html

    e mais tarde uma mistura do 911 com o 1114, o 914:

    http://camionargentino.blogspot.com.ar/2012/12/mercedes-benz-l-914.html

    E a minha dúvida dos filetes laterais do capô permanece, rerere…

    • Amigo Battuh, obrigado por suas informações! A Mercedes nunca produziu o 911 aqui, segundo os registros da ANFAVEA. Quanto aos caminhões argentinos, era prática comum da Mercedes de lá adotar a potência bruta (SAE) na nomenclatura dos seus modelos, o que explica a diferença entre o 1113 (potência 130 cv DIN) e o 1114 (147 cv SAE).

      Quanto ao capô, volto a afirmar, seguindo apenas minha intuição e os anos de vida corporativa, que as diferenças muito provavelmente se devem à limitações ou simplificações na estamparia da Mercedes brasileira, que deve ter proposto um método alternativo de manufatura, sem as costuras na lateral.

      Grande abraço!

      • Ah sim, que a Mercedes nunca fabricou o 911 aqui eu concordo. Eu só lancei uma hipótese de que ela trouxe o projeto do 911, deu uma reforçada na estrutura e lançou como o 1111.

        E quanto à nomenclatura dos Mercedes argentinos, meu pai costumava brincar que era devido à mania dos argentinos de sempre querer ganhar dos brasileiros, rere (ele trabalhou lá durante 3 anos) …

  3. Tô curtindo a resenha do misterioso cargueiro, abaixo a consulta de alguns dados do mesmo:

    MERCEDES BENZ – 1969/1969 – VERDE
    PONTA GROSSA/PR
    Chassi ************30716
    Consulta realizada em 03/06/2015 12:23:57

  4. OLA… EU TAVA DANDO UMA COMPARADA AQUI COM OS NOSSOS AGL ,DOS ANOS POR VOLTA DE 71/72, AINDA COM CABINE BAIXA, E COM O 76,JA COM CABINE ALTA, PASSA UMA IMPRESSÃO QUE OS FAROIS FICAM NUMA POSIÇÃO DIFERENTE, PARECE QUE NO 911 (muito bonito diga-se de passagem) ELES FICAM NUMA POSIÇÃO MAIS BAIXA, NÃO SEI SE É IMPRESSÃO MINHA, OU PARECE MESMO…NÃO TANTO QUANTO OS ULTIMOS AGL EUROPEU ,COMO ESSE L-1513 ,(http://public.fotki.com/modeltrucks25thscale/truck_brochures/mercedes-benz/mb-l-series-1513-1985/mbl15138501.html)…MAS UM POUCO MAIS BAIXOS…

  5. TEM MAIS UM DETALHE QUE ME CHAMOU A ATENÇÃO NESSA CABINE, OS LIMPADORES DO PARA BRISAS, A CABINE É ALTA, O PARABRISAS É GRANDE, OS NOSSOS SEMPRE TIVERAM 3 LIMPADORES, E ALINHADOS, JA NESSA CABINE, APARECE DOIS LIMPADORES CONTRAPOSTOS, COMO OS DOS CABINE BAIXA, UM POUCO DIFERENTE…

  6. Amigos, estes detalhes apontados por seus olhos atentos revelam os diferentes estágios evolutivos da cabina AGL, ao longo dos anos. Eles também refletem distintos matizes para se adequar à manufatura local, bem como à legislação, como por exemplo, a altura máxima em que os faróis podem ser instalados, que varia de acordo com as normas de homologação de cada país.

    Grato a todos pelo interessante debate!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complete a conta. *