Perkins Q20B4 no Agrale 1800D – 1988

Agrale 1800D motor Perkins Revista Carga outubro 1988

Depois de modernizar sua linha de caminhões com uma nova cabina para o ano-modelo 1986, salve dois anos mais tarde a Agrale começou a oferecer opção de motor para o seu modelo 1800D, sovaldi que além do motor MWM D-229-4, passou a contar também com o Perkins Q20B4, já muito conhecido do mercado por seu uso nos veículos comerciais da Chevrolet, em especial na picape D-20 e no leve D-40.

O motor Q20B4.236 era uma unidade de 3,87 litros naturalmente aspirado, capaz de produzir 90 cv a 2.800 rpm e 276 Nm a 1.600 rpm, extraídos de 4 cilindros de 98,4 x 125 mm, com taxa de compressão de 16:1.

Este folheto foi mais uma contribuição do amigo Alfredo Rodrigues, de Pelotas, RS.

16 ideias sobre “Perkins Q20B4 no Agrale 1800D – 1988

          • Morei até os 12 anos em vilas da Aeronáutica, e sempre via uns Agrales dessa geração, tanto caminhões com carroceria aberta de madeira quanto os microônibus Ultravan. Também tinha bastante desses no Exército, cheguei a ver um em Pelotas em 2010 mas depois nunca mais, embora modelos mais recentes da Agrale ainda sejam usados pelos militares.

          • Daniel, que o Agrale 1800D era usado pelas forças armadas eu me recordo bem. Só não atentava para o fato de terem motorização Q20B4, até por ser difícil de visualizar o motor (ou partes dele), como pedestre ou motorista observador.

          • Eu quis dizer que os Agrale dessa geração eram populares nas FF.AA., mas não com motor Perkins. Eu sempre vi eles com motor MWM de 3 cilindros mesmo. E aqueles que eram usados como guincho pela PM de Santa Catarina na época que eu morei em Florianópolis também eram equipados com o MWM.

          • Agora sim, entendido. Eu tinha a mesma percepção. Imaginei que talvez pudesse ter tido contato mais íntimo com os Agrale Perkins em alguma oficina, ou algo parecido. Grato por esclarecer.

          • Até hoje eu só cheguei a ver um Agrale com motor Perkins, pelo menos que eu soubesse que era Perkins. Foi um branco com carroceria baú de alumínio.

            A propósito: devo confessar que tenho alguma curiosidade acerca de como poderia ficar um motor de 3 cilindros moderno para aplicação em caminhões…

          • Daniel, excelente ponto sobre os motores 3 cilindros. Posso apostar que tem gente pensando no assunto. Se não tiver, você acaba de lançar uma ideia que me parece muito sensata, sobretudo com as técnicas atuais de controle de NVH (“Noise, Vibration and Harshness” – Ruído, Vibração e Aspereza) e as crescentes preocupações com a redução de peso e complexidade. Abraço.

          • Daniel, muito interessante sua argumentação no excelente artigo. Sensacional a comparação do motor da S-10 com o da moto Triumph. Grato por comentar e pelo link.

  1. Onde acho uma raridade dessas 4×4 ou pelo menos que eixo dianteiro usa ???
    Quem dera eu ter um deses, meu pai tinha um agrale 1600D com mwm 3 cilindros,sinto saudade do barulho de motor estacionário Yanmar(mais famoso acredito eu como Tobata) e a sua aparente robustez pois meu pai me dizia que não dava problema,eu devia ter meus 13 anos hoje estou com 23.

  2. pois em verdade vos digo que tenho um dessese gosto muito dele gabine ja no modelo dessa do 1800 coloquei bancos de focus mais confortáveis ele e um 1600 rodado simples com capacidade de carga de 1800kg turbinei o motorzinho de 3cil e ficou bem bom como viajo bastante com ele estou pretendendo intercular também em viagem aentre 70 e 80 kmh faço media de 12 kml com 1000kg de carga excelente e bem robusto e manutençao bem simples sem luxos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complete a conta. *