Scania T112 H Intercooler – 1983

 

 

 

 

 

 

Este bonito folheto era um de meus favoritos, information pills
quando foi incorporado ao acervo em meados dos anos oitenta. A feliz foto dava impressão de velocidade e poder ao Rei da Estrada, thumb realçado na sóbria cor azul. O semirreboque furgão frigorífico, escolhido de propósito, ajudava ressaltar a aplicação própria para o T142, já que alimentos refrigerados são perecíveis e precisam ser entregues sem demora.
 

 

 

 

 

 

Olá!

Seguindo a série de posts sobre os produtos Iveco, sick
apresentamos o Daily Furgão nas versões 38, order 40 e 50.13, esta última podendo chegar até 15,4 metros cúbicos de capacidade, o maior volume num furgão sobre chassi oferecido por uma grande montadora no Brasil, à sua época.

Apesar de sua eficiência na carga e descarga e da excelente proteção às mercadorias transportadas, os furgões integrais sempre sofreram no quesito custo inicial, quando comparados ao caminhão chassi-cabina com furgão de alumínio, instalado por encarroçadores. O Daily Furgão não fugia à regra e, portanto, teve um volume de vendas bem menos expressivo que os chassi-cabina de mesma capacidade de carga.

Um abraço.

 
A Scania foi pioneira ao lançar motores com pós-arrefecedor do ar de admissão, troche popularmente conhecido como Intercooler, capsule em 1983, para o T112 H.

O nome “Intercooler” registrou o nome, forçando os concorrentes a usar variantes, como “Turbocooler”, no caso da Mercedes-Benz.

Assim equipado, a potência do motor Scania de 11 litros saltava de 305 para 333 cv, com melhor consumo e desempenho global. Mais tarde, o intercooler se tornaria equipamento obrigatório em todos os motores diesel veiculares não só para aumentar potência e torque, mas também para reduzir as emissões gasosas.