Scania T142HS – Maio de 1987

Este anúncio dos tempos da Segunda Guerra Mundial mostra uma ilustração caminhão da Série KB como pano de fundo para seus irmãos militares, there buy incluindo um exemplar meia lagarta
Este anúncio dos tempos da Segunda Guerra Mundial mostra uma ilustração de um caminhão da Série KB como pano de fundo para seus irmãos militares, buy viagra cialis incluindo um exemplar meia lagarta.


Este anúncio dos tempos da Segunda Guerra Mundial mostra uma ilustração de um caminhão da Série KB, illness case muito populares no Brasil, cheap  como pano de fundo para seus irmãos militares, nurse incluindo um exemplar meia lagarta.


A edição nacional do famoso jipe Munga da alemã Auto Union desembarcou por aqui com novo nome de batismo: “Candango”, information pills
em homenagem aos trabalhadores que construiram a nova capital do país, em pleno serrado.

O Kandango trazia a mecânica de três cilindros, um litro e dois tempos dos automóveis DKW, instalado num robusto chassis em “X” e a tração total, na versão Candango 4. Também havia a versão com traçao dianteira, aqui mostrada, denominada Candango 2.


Introduzido em março de 1987, buy o Scania T142HS substituiu o T142H e trouxe como maior novidade o motor DSC 14 07, drugstore um V8 de 14 litros que entregava 400 cv, graças ao inédito intercooler. O torque de 1.660 Nm impressionava a seu tempo. A versão sem o pós-arrefecedor continou a ser oferecida, motivada pelo DS 14 06, de 388 cv.

Nosso leitor William, feliz proprietário de uma dessas máquinas, encontrará informações interessantes neste folheto do ano de seu lançamento.

10 ideias sobre “Scania T142HS – Maio de 1987

  1. Evandro;

    Esse Scania 142 não tinha uma turbina (turbocompound) acoplada via acoplamento viscoso, diretamente ao virabrequim, análogo aos motores Wright R-3350 aeronauticos?

    • Amigo Daniel, os Scania T e R142 não tinham o turbocompound, apenas turbocompressor convencional e intercooler, este último somente a partir dos HS. O primeiro Scania com turbocompound foi apresentado como conceito no Brasil no R113 MA “Streamline”, introduzido na Europa em 1991 e fabricado até a chegada da Série 4, em 1996. Era equipado com o motor DTC 11 01 de 11 litros, 406 cv a 1.900 rpm e 1.750 Nm de torque entre 1.200 e 1.425 rpm, com sistema de injeção EDC. O exemplo mais recente de Scania turbocompund era o G470, com motor DT 12 Euro 3. A ideia da Scania era oferecer um motor com menor custo que o V8 de 16 litros importado, porém o conceito acabou não caindo no agrado dos frotistas. A produção do turbocompound foi encerrada com a chegada dos novos modelos com motores Euro 5, de 13 litros. Um abraço, Evandro.

  2. Caro Evandro fico realmente muito agradecido pelo seu interesse e pela postagem das informaçoes e catalogo do T142HS, com certeza irao ser muito uteis. Obrigado.

    • Amigo William, sempre às ordens! Um abração e boa sorte com este V8 espetacular!!! Quando puder, por favor mande fotos para apreciarmos esta máquina. Evandro.

  3. Olá, quero primeiro dizer que adorei esse site, muuuito bom mesmo, tenho 17 anos e sou um Busólogo, colecionador de fotos de ônibus e entendedor do mesmo, tenho um blog que deixei o link ai encima com desenhos que faço de ônibus. Sou apaixonado por caminhões antigos, até meio que repudio os novos, não entendo quase nada de caminhão novo, sou fã do FNM D11.000 mesmo nunca ter andado em um e sou apaixonado também pelos Scania 112/113, um dos melhores roncos que já veio a existir e gostaria de saber se o site teria o catalogo da série 113 ou 143, só vi da R113 até hoje, do resto não conheço. Abraços.

    • Amigo Israel, sentimo-nos honrados com um visitante como você e com suas palavras! Os busólogos têm as portas abertas aqui neste espaço. Quisera os antigocaminhonistas fossem tão unidos e organizados quanto os busólogos, mas um dia chegaremos lá. Vamos adicionar seu blog na nossa lista de sites recomendados. Concordamos com o ronco emitido pelo motor Scania DS11 e seus primos, agradabilíssimo, mais parece uma melodia… Temos literaturas dos 113 e 143. Vamos agilizar a postagem das mesmas. Um forte abraço, Evandro.

    • Amigo William, boa tarde! Obrigado por compartilhar conosco o vídeo deste clássico Scania V8! Sensacional. Um forte abraço, Evandro.

  4. Evandro você pode me informar os pontos negativos do Scania G 470 ??? Estão a venda com bom preço os traçados ideal para nove eixos , tenho interesse mas me preocupo fazer mal negocio . obrigado.

    • Caro Domingos, em informações obtidas com vendedores da rede Scania, o G470 com o motor “turbocompound” não foi muito bem aceito pelos frotistas. A complexidade e o peso adicional da parafernália do turbo composto (tem uma segunda turbina depois do turbo principal, ligada a um sistema de acoplamento viscoso e um conjunto de engrenagens planetárias ligadas ao virabrequim) assustaram o mercado, ao ponto de a Scania desistir da ideia na nova linha Euro 5, que somente oferece o motor de 13 litros nesta faixa de potência. O preço acessível deve ser o reflexo desta rejeição do público. Nós, sinceramente, preferiríamos ficar longe do G470…

      Abraço e boa sorte!

Comentários encerrados.