Valmet 88 – 1984

1984 L-2215_Alcool 1 1984 L-2215_Alcool 2

Outra valiosa doação do amigo Igor Akopov, viagra da República do Cazaquistão, veio na forma deste folheto do pouco conhecido Mercedes L-2215 a álcool, um 6×4 vocacional voltado ao mercado sucroalcooleiro, em tempos de “boom” do controvertido Proálcool, do governo federal.

Baseado no L-2213, seu irmão diesel, o L-2215 tinha como característica mais saliente o motor M-352 O, um ciclo Otto convertido a partir do venerável OM-352. Alimentado por carburador de fluxo descendente, governado por um regulador Bosch RQV, o M-352 O esnobava com seus 150 cv, 20 a mais que os tradicionais 130 cv do engenho diesel do qual originava. O torque também pulava para 45 mkgf a 1.600 rpm, uma benção ante os parcos 37 mkgf a infames 2.000 rpm do “três-cinco-dois” diesel.

Lançado em meados de 1984, o L-2215 não sobreviveria mais que três temporadas, vindo a perecer em 1986, com pouco mais de 700 unidades acumuladas na carteira de pedidos. Emblemático, o caminhão representou o sintoma da indústria como um todo, que acabou por dizimar a frota a etanol dos canaviais, desaparecidos tão rápido quanto surgiram, com milhões de dólares desperdiçados e tecnologia jogada no lixo. Por sorte, “o lixo” era reciclável (…) e muitas das soluções foram desenterradas anos depois para dar vida a tecnologia “flex”, lugar comum em todas as casas de máquina com engenho Otto produzidos no país.

PS: Once again, we thank Mr. Akopov for his kind contribution to this website.
88 1 88 2 88 3 88 4

Atendendo a pedidos de nossos amigos leitores, troche postamos aqui este bonito catálogo do Valmet 88, uma máquina muito popular em todo o país, sobretudo nos anos oitenta e noventa.

43 ideias sobre “Valmet 88 – 1984

  1. O bom desses tratores com motor MWM é que dá para abrir a rotação da bomba injetora e ganhar umas rpms (e cv’s) a mais!

    O unico inconveniente é que a estrutura de transmissão do Valmet se desgasta muito com o esforço adicional.

    • Daniel, grato por iluminar o post com seu conhecimento destas adoráveis máquinas agrícolas!

  2. Beleza Evandro, obrigado por atender prontamente ao pedido, esse modelo era a sensação na época de seu lançamento, chegou a ser líder de vendas, superando até mesmo o popular MF 275. Seu ponto forte era a união de potência e economia! Pra ficar completo só falta postar o 88 série prata!! Tenho uma dúvida, por que há tanta variação de potência no MWM D-229? No 78 são 73, no 785 são 75, no 88 são 79, no 880 e no CBT 8440 são 81, no 885 são 84 (Me corrija se eu estiver enganado sobre algum). Abraço.

    • Caro Tcharles, é um prazer! Temos mais sobre os Valmet, que postaremos em breve. Sem examinar em profundidade as potências citadas das diferentes máquinas, é possível afirmar o seguinte: as potências podem ser fruto de distintas calibrações solicitadas pela Valmet ao fabricante MWM, em função das características do trator (relações de transmissão, rodado, etc.), ou mesmo resultantes de diferentes métodos de medição e divulgação de potência (DIN, NBR, etc.), que usam critérios distintos. Outra possibilidade é a adoção de distintas unidades de medida. Por exemplo, 1 hp = 1,0138 cv. Portanto, 100 hp = 101,38 cv. Espero ter ajudado… Abraço.

      • Ajudou sim Evandro. Não tinha me atentado sobre estes critérios de medição, realmente há diferença entre eles. Assim que houver tempo posta novos catálogos. Abraço.

  3. Belo catalogo do valmet 88 Evandro. Os valmet 80, 85 e 86 será que tem a mesma potencia que esse 88, alguém aí sabe dizer?

    • Daniel, com certeza o Evandro tem informações adicionais a respeito, mas posso adiantar que todos utilizam motor MWM 4 cilindros, porém de gerações distintas.
      Valmet 88 – MWM D-229, cilindrada 3.922, 79 cv, pistões 102 mm, conforme catálogo acima;
      Valmet 86 id – MWM D-226, este é o que mais se aproxima do 88, inclusive os pistões são ligeiramente maiores, 105 mm, a cilindrada também é maior 4.163, pode ser que seja até mais potente;
      Valmet 85 id – MWM D-225, cilindrada 3.772, pistões de 100 mm, 77 cv (Vi num jornal antigo, propaganda de lançamento em 1973);
      Valmet 80 id – MWM D-222, este nunca vi as especificações do motor, na época era um dos mais potentes do mercado, não havia muita concorrência!
      Analisando em todos os aspectos, o 88 é superior! Só faltou a Valmet colocar na lista de inovações a remoção daquela “chieira”, o que só aconteceu no 88 Série prata, 880 em diante, permanecendo ainda nos 78 e 785.
      Evandro, tem o catálogo de algum destes modelos citados pelo Daniel?
      Espero ter ajudado, abraço.

      • Caro Tcharles, infelizmente destes mais antigos não temos nada. Somente alguns anos 80 em diante (118, 128, 138, etc.).

        Obrigado pela aula sobre Valmet! Muito bacana. Parabéns pelo conhecimento.

        Abraço.

        • Obrigado Evandro, mas sou apenas um curioso! Realmente é difícil encontrar publicações a respeito dos tratores mais antigos, poucos proprietários tem o cuidado de guardar o manual, com isso as informações vão se perdendo com o tempo.
          Abraço.

      • Tcharles

        De fato a chiadeira dos Valmets (especialmente o 785) chega a dar desespero. Escuta-se mais o ruido da transmissão que do motor.

        Mas é inegável como a Valtra sempre “saiu a frente” quando o assunto era avanço tecnológico e novos conceitos: Transmissão “constant-mesh” ao invés das “crash-box” (engrenagens deslizantes), alavanca de cambio lateral (118), sistema hidraulico de elevada vazão, direção hidrostática, transmissão 4×4….Também foi o primeiro fabricante a fazer tratores estreitos com mais de 70cv (785 fruteiro) e com tração nas 4 rodas…

        Embora eu sempre tenha sido um “Fordmaniaco” no meu tempo de Fazenda, sempre admirei as inovações da Valtra.

  4. Tcharles , grato pelas informações. É bom discutir assuntos sobre essas belíssimas maquinas!!

  5. O ultimo 88 saiu em 86 ? se eu nao me engano , o nosso é de 86. Me corrijam se eu estiver errado. Forte abraço

    • Caro Dione, não tenho esta informação, mas temos muitos leitores entendidos do assunto, que podem ajudar na sua dúvida. Obrigado. Abraço.

    • Fala Dione, um jeito simples e fácil de ver o ano desse trator é olhando ali atrás do volante, onde se apoia os dedos, vem inscrito os últimos dois dígitos 8|6. O mais provável é que seja 84, pois em 85 foi lançado aquele 88 série prata, logo em seguida em 86, o 880.

    • Caro Everson, acho que este vou ficar devendo. Mas fica aqui o registro, caso algum leitor tenha esta literatura para postarmos aqui. Vamos torcer. Abração.

  6. Olá,gostaria de saber mais sobre os tratores Valmet e Valtra modelo 885, suas potências e motores que eles usam.Se puderem me ajudar muito obrigado!

    • Caro Anderson, desta fase não temos nada de Valmet. Quem sabe algum amigo leitor possa nos ajudar. Boa sorte e grato pela visita.

    • Caro Paulo, não tenho esta informação. Quem sabe algum amigo que nos lê possa nos ajudar. Um abraço.

      • caro colegas nao é 88id ,e sim 88 ou 88 série prata
        88 mesda transmiçao dos antecessores.
        88 série prata nova transmiçao alavancas laterais.

    • Caro Paulo, não tenho esta informação, mas quem sabe algum leitor possa nos ajudar. Boa sorte. Abraço.

  7. Tenho um Valmet 88, ano 1988. Quero turbinar, com qts vc ele ficaria? Preciso de 80 cv na TDP será que valeria a pena turnina-lo?

    • Caro Leonardo, em geral, os motores turbo de fábrica têm diversas mudanças internas, como taxa de compressão reduzida, mudança no ponto de injeção e na calibração da bomba injetora. Eu particularmente não sou adepto de “turbinar por fora”, mas quem sabe algum amigo leitor já tenha experimentado fazê-lo com sucesso no 88… Boa sorte. Abraço!

  8. Boa tarde Anderson, se ainda precisa da informação a respeito do 885, a princípio a motorização era o MWM D229-4, com 84 cv, posteriormente surgiu o motor valmet(SISU) 420D, que possuía 85 cv. Porém não sei dizer qual dos motores é melhor, talvez algum leitor tenha conhecimento mais profundo a respeito.

  9. Paulo, não existe o modelo “88ID”.
    A sigla ID era utilizada na linha anterior, fazia referência à injeção direta de combustível.
    O 88 saiu essa versão do catálogo, e o Série Prata, em que a parte traseira (transmissão, diferencial, freios, sistema hidráulico) era semelhante ao 880 (seu sucessor).
    Espero ter ajudado, abraço.

  10. Hoje e nem ontem a valtra(valmet antigamente) nunca fabricou tratores articulados , mais hoje ela temos tratores mais potentes do mercado , hoje ela tem o trator fruteiro mais potente do mercado o A950 de 95 ou 96 cvs, antigamente parece que era 785 abaixo.

  11. Olá pessoal. tô procurando o manual do valmet 88. Comprei um a pouco e gostaria de ter um manual pra eu fazer as manutenções certin. tô apaixonado com o trator. se tver jeito eu posto foto pra vcs verem. quem puder me ajudar, fico agradecido.

  12. Bom dia ,gostaria de obter ficha técnica e algo mais sobre o valmet 86 id,pois tenho um sítio e acabei de comprar um 86 id 82 dir hidráulica. Conto com vcs. Att

    • Caro Júnior,

      Desculpe-me pela demora para responder. Vou verificar se tenho este catálogo. Parabéns pela compra. Abraço.

    • Olá, Matheus. Era uma referência ao câmbio sincronizado, se não me engano. O “65” não sei dizer.

      Quem sabe algum amigo que nos lê não poderá ajudar?

      Grato pela visita.
      Um abraço.

  13. Que ótimo este post
    Eu tive um desses ano 84 belíssima máquina a união de força e economia o destacava de seus concorrentes
    Hoje tenho um 88 série prata que me surpreendeu Eh um trator muito bom
    Se alguém tiver alguma coisa do série prata poste por favor
    Tenho algumas dúvidas tais como vazão de bomba hidráulica que por sinal é bem superior ao antigo

  14. Olá gostei do post, tenho um valmet 88 e por coincidência o ano é 84, mais estoou com um problema, e espero que alguem possa me ajudar, não consigo localizar o numero de serie dele, diz que todos tem mais o meu ate agora não achei, se alguem soube e puder me ajudar fico muito agradecido.

Comentários encerrados.