Volkswagen 14.140 – 1987

Motor Cummins Serie N

Produto de estreia da Cummins no mercado brasileiro, ask o motor Série N encontrou uma ampla gama de aplicações no país, cialis equipando tratores agrícolas de grande porte, pills máquinas de esteira, grupos geradores, embarcações de trabalho e lazer, bombas de petróleo, entre tantas.

Porém, a tentativa de torná-lo um ícone das estradas, como aconteceu em boa parte do planeta, se frustrou em terras brasileiras, sobretudo após a Ford ter cancelado o programa de seu caminhão pesado o L-9000, justamente a razão principal da instalação da Cummins no país.

O gosto amargo para o fabricante norte-americano só começaria a ser engolido com a conquista do primeiro negócio automotivo no Brasil: o VW 14.210, porém equipado com o motor Série C, de 8,3 litros.

O 855 continuou vivo ao longo dos anos, mas sempre longe das estradas. Exceto por alguns repotenciamentos. Com isso, os frotistas e caminhoneiros brasileiros jamais puderam conhecer o motor que mais ajudou a Cummins a se tornar líder de mercado em tantos países do mundo. No auge de seu sucesso, nos anos 80, o 855 e suas diversas variantes abocanhavam cerca de 60% do mercado automotivo norte-americano! Mesmo disputando com concorrentes de peso, como Caterpillar e Detroit.

O motor de 15 litros, ou 855 polegadas cúbicas, era oferecido como N-855, de aspiração natural (muito empregado pela Komatsu), NT-855 (turbo), NTA-855 (turbo pós-arrefecido a água) e NTTA-855 (biturbo pós-arrefecido), este último chegando aos 475 hp anunciados.

Uma versão marítima para barcos de lazer do NTA-855 batia nos 500 hp. No entanto, diziam os especialistas em 855 que sua faixa ótima era entre 350 e 400 hp (no caso do NTA automotivo).

Há quem diga com razão que o 855 está para Cummins, assim como o Fusca está para a Volkswagen.

Este anúncio nos foi enviado como gentileza do amigo Alfredo Rodrigues.
Volkswagen 14-140 Veja Mar 1987 2

O VW 14.140 foi o segundo caminhão semipesado da marca no Brasil, diagnosis lançado em 1987 como sucessor do 13.130. Maiores informações sobre o modelo podem ser encontradas no folheto já publicado aqui:

http://caminhaoantigobrasil.com.br/category/catalogos-e-folhetos/volkswagen-caminhoes/linha-original-fabrica-4-e-ipiranga/vw-14-140/

Este anúncio foi mais uma contribuição do amigo Alfredo Rodrigues.

4 ideias sobre “Volkswagen 14.140 – 1987

  1. Evandro,

    Tinha um cara que carregou um milho que colhi na Fazenda com um caminhão desse. Era um 14-140 com motor MWM mal turbinado. Ele engatou a primeira e saiu afundando da roça e foi em direção ao silo da empresa compradora.

    Tiquete da balanca: 21 toneladas de milho!!!!

    • Daniel, grato por seu relato! Desculpe a demora para contestar. Sempre me impressionam relatos como o seu, de absurdas sobrecargas sem danos imediatos aparentes. Eles reavivam a admiração da capacidade de maus tratos e da vida quase infinita que um caminhão oferece. Um grande abraço.

Comentários encerrados.